Sem combustível, transporte de pacientes é prejudicado em Pirapora


No quarto dia de protestos realizados por caminhoneiros contra a alta do preço do diesel, algumas cidades do Norte de Minas já sentem os reflexos dos bloqueios realizados nas estradas. Os veículos maiores, inclusive caminhões-tanque, são impedidos de chegar até os postos para reabastecê-los. Os postos de combustíveis localizados dentro da cidade de Pirapora já estão com estoques esgotados.

A situação tem preocupado empresários e autoridades da região. Segundo proprietários dos postos, a população tem procurado muito pela gasolina, mas não tem encontrado. O dono de um posto localizado no Centro da cidade, Felipe José da Teixeira, diz que a medida dos caminhoneiros prejudica o comércio diretamente a curto prazo, mas que é necessária.

“É claro que nossa situação é a pior possível. Tenho uma carreta retida em Paraopeba cheia de combustível, e meus tanques estão vazios. Mesmo assim, alguém tinha que tomar alguma providência. Os governantes estão abusando demais. Fico com medo de acontecer algo com o combustível, ou até com o motorista parado na estrada, mas fazer o que?”, questiona o empresário.

Outro posto, localizado no Bairro Cinquenário, também está sem combustível algum. Segundo uma funcionária que preferiu não se identificar, o telefone nunca esteve tão movimentado. “Toda hora alguém chega perguntando. O pessoal tem ligado, passado pelo posto querendo gasolina ou álcool, mas nós não podemos ajudar”, diz.

João Roquete é dono de dois postos de combustíveis de Pirapora, um localizado no Centro da cidade e outro no Bairro Santos Dummont. O empresário tem cinco caminhões-tanque retidos nas estradas. Ele acredita que a situação caótica provocada pelo protesto demorou a acontecer, e que a população precisa entender que os donos de postos não são os culpados pelos preços altos.

“É importante sim que o protesto aconteça, apesar do prejuízo que estamos levando nestes dias. Nós sofremos há muito tempo vendo as vendas diminuírem por conta dos valores altos do litro de combustível. O diesel subiu 30 centavos em menos de 15 dias, e os motoristas às vezes pensam que somos os vilões. Nós não temos como não repassar ao consumidor estes reajustes. Acho que o caminhoneiro tem que parar sim, porque trabalhando ou não ele não tem ganhado lucro. Com um preço deste valor, não tem como a conta deles fechar”, opina.

Secretaria de Saúde interrompe transporte

A Prefeitura de Pirapora divulgou nota nesta quinta-feira (24) informando que o transporte de pacientes para cidades como Montes Claros e Belo Horizonte será interrompido a partir da sexta-feira (25). Em nota, a secretaria de Saúde disse que o serviço será suspenso temporariamente devido a “falta de combustíveis no posto do município”.

A secretária de saúde do município, Maria Cândida Fiuza, afirma que procedimentos eletivos deverão ser remarcados e que procedimentos urgentes continuam tendo direito a transporte. “Nossa medida é emergencial, porque a cidade já está toda sem combustível. Para não faltar gasolina para ambulâncias, inclusive do SAMU, fazarem o trabalho necessário, vamos suspender o transporte para quem tem consultas ou tratamentos eletivos marcados, que possam ser remarcados sem prejuízos”, afirma.

Segundo nota da prefeitura, pacientes que necessitam de oncologia, tomografia, consultas especializadas e exames variados não serão atendidos. De acordo com a prefeitura, o transporte de pacientes será reestabelecido assim que os postos voltarem a receber e fornecer combustível.

FONTE  G1

Categoria:Pirapora -mg

Deixe seu Comentário