Madonna acusa Portugal de ingratidão após ter pedido de gravação negado

Morando em Portugal, Madonna se envolveu em uma polêmica com o presidente da Câmara de Sintra. Basílio Horta reagiu, no último domingo (24), às notícias de que tinha impedido a cantora de levar um cavalo puro-sangue lusitano para dentro da Quinta Nova da Assunção — um palacete do século XIX — para gravar uma parte de um novo clipe, Indian Summer.

Segundo o jornal português O Expresso, Basílio Horta disse que jamais cogitou permitir que Madonna gravasse o vídeo nestas condições. “Há coisas que o dinheiro não paga. Em condição nenhuma deixaria entrar um cavalo no Palácio, não tem sentido! Ela é uma artista, mas o Palácio é de todos e não pode estragado”, justificou.


Recentemente, Madonna pediu autorização à Câmara de Sintra para usar o hall principal do edifício, para fazer a gravação. Segundo o veículo, o documento foi enviado pela produtora Twenty Four Seven para a autarquia no último 12 de março e pedia a reserva do espaço entre os dias 15 e 20 do mesmo mês para as gravações “de uma cantora conhecida mundialmente”. Ainda de acordo com a matéria, as filmagens só aconteceriam nos últimos dois dias entre as 17h e as 07h.

O pedido chegou a ser autorizado pela Câmara de Sintra, mas não totalmente. Basílio Horta vetou imediatamente a parte em que o pedido sugeria que haveria uma cena mostrando "um cavalo deitado no chão, interagindo com a cantora".

A justificativa da Câmara de Sintra se refere à estrutura do palacete. "O assoalho de madeira está sobre vigas de madeira, com a caixa de ar em ventilação. Portanto, se trata de um piso não estável, o que impede a utilização de atividades que provoquem vibrações. Além disso, poderia ser danificado".

De acordo com o veículo, Madonna não gostou nada da resposta do presidente da Câmara de Sintra e decidiu filmar em outro lugar. Além disso, esbravejou: "Já dei tanto a este país, e quando peço um favor simples, para inclusive mostrar Portugal ao mundo, a resposta que tenho é negativa", disse, ainda culpando Basílio Horta de sua decisão de se mudar para a Europa. "A culpa é sua. Você é quem me convenceu de vir morar aqui", disse.

O Expresso ainda revelou que os produtores de Madonna ainda tentaram pressionar a Câmara de Sintra para fazer com que Basílio mudasse de opinião. "Disseram que iam falar com o Primeiro-Ministro", disse uma fonte próxima do caso ao veículo.

Nada reverteu, no entanto, a decisão da Câmara de Sintra. “As pressões não são habituais. Mas também as pessoas sabem que, comigo, não resultam em nada. Se fosse um português, nem se atrevia a tentar. Levo muito a sério o princípio da igualdade”, explicou Basílio, que negou se reunir com os produtores da cantora, que seguem tentando reverter a situação.

 Fonte: Quem Acontece

Categoria:Conta Tudo

Deixe seu Comentário