Segundo o projeto de lei, que entra em vigor nesta segunda-feira (13), participantes desses eventos, públicos ou privados, podem ser multados em R$ 500.

Um projeto de lei do Executivo aprovado pela Câmara de Vereadores de Macatuba (SP) prevê multas pesadas para quem promover ou participar de festas ou comemorações com aglomeração de pessoas durante o período da pandemia de coronavírus.

Sancionada, a lei passa a valer a partir desta segunda-feira (13). Segundo a nova lei, deve ser multado em R$ 5 mil o dono do imóvel onde estiver sendo realizada a festa ou encontro sem autorização da prefeitura e que conte com a participação de 10 pessoas ou mais, que não pertençam à mesma família, e com consumo de bebidas ou alimentos. Acompanhe ao VIVO as últimas notícias sobre o coronavírus na região O projeto prevê também aplicação de multa no valor de R$ 500 para os participantes dessas festas ou eventos com fins recreativos, em locais públicos ou privados. Segundo a prefeitura, o objetivo da lei é tentar conter as aglomerações de pessoas e, para isso, será requisitado o apoio da Polícia Militar. Durante a tramitação, o projeto recebeu duas emendas.

Uma delas cria a destinação de 100% do valor arrecadado pelas multas para a Secretaria de Saúde, e a outra prevê a aplicação de pena de advertência em um primeiro flagrante ao infrator – a multa será aplicada na reincidência. Até sábado (11), Macatuba registrava 337 casos positivos de Covid-19 e outros 102 casos considerados suspeitos, aguardando resultado de exames.

Três pessoas já morreram por complicações da doença na cidade, incluindo a jovem de 23 anos que não resistiu durante o parto de gêmeos.

Initial plugin text Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília